03/08/15

Como chegar lá - se você, como eu, resolveu encarar uma prova de residência/especialização pra Dermato!

Recebi um comentário hoje (hoje de quando comecei a escrever esse texto, ou seja, há vários meses... =) pedindo pra que eu falasse sobre residência/pós-graduação e acho que o foco aqui tem que ser dermato, porque é o que eu escolhi fazer e tenho conhecimento para poder escrever.

Já contei outras vezes aqui sobre a minha saga até descobrir o que eu realmente queria fazer da vida. E isso só veio depois de fazer 2 anos de Clínica Médica e quebrar a cabeça pensando em uma subespecialidade...

Acho que um dos principais motivos que eu nunca havia considerado a hipótese de fazer Dermato é o fato de que é a residência mais difícil de entrar (pelo menos até onde eu sei, deve empatar com Radiologia na maioria dos lugares...) e eu não me achava muito capaz.
Só que a partir do momento que eu resolvi que não seria feliz fazendo mais nada, não tive outra opção além de achar que algum dia teria que dar certo e estudar muito.

Foram 2 anos de dedicação, quase exclusiva. Digo quase, porque continuei dando plantões (trabalhava cerca de 30 horas por semana) e estudava todo o tempo livre.

E nesse caminho, descobri coisas muito importantes, que me ajudaram a chegar onde eu estou.

1. A diferença entre residência e especialização: Quem faz medicina sabe que Residência Médica é credenciada pelo MEC, recebe uma bolsa/auxílio e sai com o título de especialista pelo MEC, sem precisar prestar o título de sociedade nenhuma. Já a especialização não te dá nada disso: não tem bolsa e nem título no final. A única coisa que te dá é a possibilidade de prestar a prova de título de especialista da especialidade que você escolher, ao final dos anos de especialização.

2. Onde vale a pena fazer uma especialização: em serviços que possuam residência médica e especialização (na maioria dos casos, existem exceções dos dois lados). Ou seja, o serviço é credenciado pelo MEC, com cronograma e carga horária adequados, mas também possui vagas não MEC, que seria, o mesmo trabalho, sem a bolsa. Aqui no Lauro, são 4 vagas MEC e 2 vagas de especialização.

3. Quando vale a pena fazer especialização: não posso falar por todas as especialidades... Mas na dermatologia, no final, todo mundo presta a prova de Título de Especialista em Dermatologia (TED), tendo ou não o título do MEC, porque a nossa Sociedade é bem ativa. Então, passando no TED, não faz diferença se eu fiz residência ou especialização, porque a partir disso, me tornei especialista também.
O que pesou muito pra mim, foi o fato de já ter feito 2 anos de Clínica Médica antes. No caso da Residência em dermatologia, são 3 anos divididos em 1 ano de clínica e 2 anos na Dermato. Ou seja, eu teria que fazer mais 1 ano de Clínica Médica...
Quando descobri as especializações (no meu 2o ano de estudo, no primeiro não tinha esse conhecimento e só prestei residência), vi que se tivesse que fazer 3 anos, seria apenas de Dermato, que apesar da conta final ser 5 anos, pra mim seria bem mais vantajoso.
E outro fator importante: a prova de residência cai tudo, enquanto a prova de especialização só cai Clínica e Dermato. Não é mais fácil, porque é uma dermato beeem mais aprofundada do que em provas de residência, só é mais interessante de estudar, porque afinal, eu estava estudando o que eu pretendia estudar pra sempre!

4. A diferença entre especialização e pós-graduação (latu sensu): especialização tem a mesma carga horária da residência médica. Ou seja, de 40-60 horas semanais no mínimo. É reconhecida pela Sociedade da especialidade em questão (no meu caso, pela Sociedade Brasileira de Dermatologia) e permite que o especializando preste a prova de título de especialista ao final.
Já as pós graduações tem uma carga horária infinatamente menor (a maioria é 3 dias por mês, comparados a pelo menos 160 de uma residência/especialização)), composta principalmente por aulas teóricas e quase nada de prática. Não selecionam os candidatos pois não possuem prova pra entrar e não qualificam o médico como especialistas ao final. Servem apenas para uso acadêmico.


Texto retirado Daqui:

"Importância do médico especialista

O dermatologista, ou o médico especializado em Dermatologia, tem uma formação ampla e diversificada. Além dos anos de graduação em Medicina, ele cursa um período de residência ou especialização na área, e isto amplia o conhecimento específico no diagnóstico e tratamento das doenças e tratamentos da pele.
Além disso, somente os médicos especialistas podem solicitar o Registro de Qualificação de Especialista (RQE). Trata-se de um registro que comprova que ele se especializou em determinado assunto. Com o registro poderá identificar-se como um médico especialista na área.
Infelizmente, nem todos os profissionais que se anunciam como dermatologistas são, de fato, especialistas no tema. Existem cursos de pós-graduação lato sensu realizados aos finais de semana, com apenas 360 horas, ou seja, 4% do tempo de estudo do dermatologista. Esta modalidade é reconhecida pelo MEC (Ministério de Educação) para fins pedagógicos; mas não para formação de especialista.
O Conselho Federal de Medicina (CFM) destaca em seus informativos aos médicos e à população que esses cursos de pós-graduação lato sensu, ainda que reconhecidos pelo MEC, têm somente valor acadêmico. Não podem ser usados para a atividade profissional e não habilitam o médico a anunciar-se como especialista. Médicos que não possuem RQE não podem se intitular especialistas."

Resumindo: só é especialista quem fez Residência Médica credenciada pelo MEC ou possui Título de Especialista (meu caso).
Acho que consegui esclarecer alguns pontos importantes. E se alguém quiser tirar alguma dúvida, estou sempre a disposição.

Um beijo,
Maria Helena

PS: Já passei na prova de Título de Especialista em Dermatologia, porém permaneço como sócia aspirante no site da SBD e ainda não tenho o RQE pois o título impresso (e necessário para toda essa burocracia) demora cerca de 120 dias para chegar. Aguardando ansiosamente o meu!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...